No clichê da superação, espere uma boa lição…

Tenho uma queda por filmes tristes. Um bom drama, bem sofrido, daqueles que, em algumas horas, podem te mostrar que sua vida não é tão ruim assim e te fazer abraçar o travesseiro, se debulhando em lágrimas, sempre ganhou meu coração. E ainda tem mais: quanto mais clichê, melhor! Se for numa tarde nublada de…

Queria que todas as amizades fossem assim…

A nossa relação com os animais é meio inexplicável, né?! Quantas vezes, desde quando era pequeno, escutei belas histórias emoldurando a real amizade entre o homem e um cachorro, um gato, um cavalo, até mesmo um passarinho… todas com seus níveis de envolvimento e interação, mas sempre com o mesmo teor de confiança e amor…

Para envelhecer, basta viver!

Eu já toquei neste assunto várias vezes, mas é inevitável não falar da velhice. Eu não sou tão velho assim, nem é por causa dos meus pais, que ainda estão na flor da melhor idade. Mas é porque eu me dou muito bem com pessoas mais velhas, admiro-as pelas histórias que carregam e fico me…

O faz de conta que encanta

Já parou para pensar em como as animações do cinema agradam tanto a crianças quanto a adultos? Eu mesmo sempre gostei desses filminhos, desde a época dos clássicos da Disney, como “O Rei Leão”, “Pocahontas” e “Aladdin”, a que assistia vidrado e repetidamente com meus pequenos sobrinhos, tudo em VHS. Tudo bem que, naquela época,…

Eu ouvi “diversão”? Lá vamos nós de novo!

Você entra na sala de cinema, o filme começa, e, do nada, as personagens começam a cantarolar sem parar, como se fossem aqueles desenhos de princesas da Disney. Você curte, leva numa boa? Ou você é daqueles que torcem o nariz e não têm um pingo de paciência para esses tipos de musicais? Pois só…

Devoção, obsessão e a fome em questão

Quer agradar todo mundo? Então, fale de comida… Uns são mais chatos, exigentes ou seletivos, outros são mais agradáveis, flexíveis ou tolerantes, mas o fato é que comida é um assunto unânime que agrada dez a cada dez pessoas. E quando esse tema vai para o cinema, é certeza que o espectador vai ser fisgado…

Sangue, ação, humor e violência na sua sala

Outro dia eu levei o maior susto ao digitar o nome de Quentin Tarantino na busca da Netflix. É pra você fazer o teste e se acomodar no sofá! Além de uns quatro filmes que contam com ele na direção, ainda tem uns em que ele atua e outros, de outros diretores, mas muito bem-relacionados,…

O gato bebe leite, o rato come queijo

Eu me lembro que, quando o filme “O Palhaço”, escrito, produzido, dirigido e estrelado por Selton Mello, estreou, em 2011, passei umas quatro semanas tentando arrumar um jeito de vê-lo. Demorei tanto que, na época, ele saiu de cartaz, e eu tive que ir a uma locadora que ainda insistia em existir perto de casa……

A liberdade pode vir da desobediência 

Sabe quando você chega atrasado à sessão de cinema, e o filme já começou? Você corre tropeçando no escuro até a primeira poltrona vaga e já percebe que está perdendo algo logo de cara, porque a cena é tensa, intensa, com discursos longos que, consequentemente, vão te fazer refletir no decorrer da produção. Então, não…

Quando a aventura é tecnológica e ‘dinossáurica’

Você é daqueles que, quando eram crianças, amavam dinossauros? Teve bonequinhos de tiranossauro rex, braquiossauro, estegossauro, pterodáctilo e velociraptor? Aprendeu muito sobre eles nas exposições com esqueletos gigantes ou mesmo nas figurinhas da Elma Chips ou do chocolate Surpresa? Se respondeu “sim” para todas as perguntas, então, provavelmente, desde a década de 90, você assistiu…

James Bond e seu mar de ilusão

Não podia ser diferente: você entra na sala de cinema, se acomoda,  mal coloca a primeira pipoca na boca, e, assim que o filme começa, aquela avalanche de cenas de ação toma conta de sua visão. Foi assim em 2015, quando assisti pela última vez a um “007”. Lembro como se fosse hoje: em “007…

O segredo e a força de oito mulheres

Já parou pra pensar por que filmes sobre grande roubos, assaltos exorbitantes, fugas inacreditáveis e vilões se dando bem no final dão tão certo no cinema e todo mundo ama? Sendo mais exato: e essa quantidade de longas com tantos homens e outros segredos? “Por que, meu Deus?”. Ou, melhor dizendo, “obrigado, Deus!”. É diversão…